ASSOCIAÇÃO CAMARÁ CAPOEIRA TÊM PROJETO APROVADO PELO SEDHAST.

0

ASSOCIAÇÃO CAMARÁ CAPOEIRA TÊM PROJETO APROVADO PELO ESTADO, através da SEDHAST- Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho

                                  ASSOCIAÇÃO CAMARÁ CAPOEIRA, que tem sede na cidade de Ponta Porã, na Rua:  São Judas Tadeu  Nº 663, Parque dos Ipês I, atua a vinte anos com projeto e ações sociais,  atualmente encontra-se desenvolvendo ações com apoio do Estado, por mediação do SEDHAST- Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, no qual atende  80 (oitenta) participantes entre crianças e adolescentes com idade entre 07 à 17 anos, em todo ciclo das atividades haverá 04 (quatro) oficinas:  informática,  capoeira,  percussão,  artesanato, no qual perdurará por oito meses, cada uma destas atividades supra  descrita perdurará por dois meses, no qual  quando findar uma das atividade iniciaram outras, fechando o ciclo com as metas estabelecidas, conforme  mencionado, conforme consta todas as atividades são gratuitas.

                                              Todas as ações tem a finalidade de prevenir e minimizar o risco social de crianças e adolescentes, por meio da participação nas oficinas a serem oferecidas pelo Projeto Jovens Agentes, fomentando ações de incentivo, motivação e proteção dos direitos humanos, com ênfase na inclusão educacional, promoção e resgate da autoestima e da cidadania, a  Associação   Camará Capoeira    é reconhecido pelo Ministério da Cultura, representa o Estado como Ponto de Cultura, é Utilidade Pública Estadual, recebeu vários prêmios nacional e Internacional,  foi fundado em 13 de janeiro de 2006 atende jovens e adolescentes das comunidades oriundos de famílias com baixo poder aquisitivo  e capacidade  de resistência de captação destes  aliciadores, a Associação tem objetivo de preparar esses jovens para atuar como agente de transformação e desenvolvimento social de sua comunidade, dando   condições para inserção, reinserção e permanência do jovem no sistema de ensino, auxilia-los enquanto não se encontrarem em sala de aula,  promovendo o resgate da auto-estima e da cidadania, fomentando ações de incentivo e proteção dos direitos humanos, com ênfase  a inclusão social e educacional

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here